5
Fev

Vinho orgânico, já ouviu falar? Descubra essa tendência que chegou aos vinhedos

Se você é antenado (a) e conectado (a) ao universo da alimentação, já ouviu falar sobre os produtos orgânicos. Esses produtos de qualidade superior aos convencionais ganham espaço cada vez maior nas gôndolas de supermercados e lojas de produtos naturais do país e do mundo. Essa expansão permitiu que o estilo de produção orgânica chegasse aos vinhedos, para desenvolver rótulos únicos e sustentáveis.

Antes de começarmos a falar de vinho orgânico, vale lembrar que produtos orgânicos são aqueles que passam por uma linha de produção natural, sem o uso de aditivos ou adubos químicos e agrotóxicos, bem como técnicas e procedimentos que não são considerados prejudiciais para o meio ambiente.

Existem diversos tipos de produtos orgânicos disponíveis no mercado, que vão desde os alimentos que estamos habitualmente acostumados a adquirir – como os legumes, frutas e outros vegetais – até bebidas, pães e outros produtos que passam por um processo mais refinado de preparo para chegar ao consumidor.

O que todos esses alimentos têm em comum é o cuidado em obedecer a uma linha de produção sustentável e segura para o meio ambiente. Por esse motivo, todo produto orgânico que atende a essas exigências recebe um selo de certificação da entidade responsável por essa verificação em diferentes países.

Como é produzido um vinho orgânico?

Como todo alimento de origem orgânica, o vinho tem a sua produção baseada em atividades sustentáveis e que também não usa compostos químicos para aumentar qualidade ou rentabilidade dos produtos.

Atualmente, pelo menos 4% da produção mundial de vinhos são realizadas com técnicas orgânicas. Os pioneiros nessas técnicas foram os americanos, que desenvolveram seus primeiros vinhedos orgânicos na região da Califórnia.

Uma das técnicas que podem ser usadas é a rotação de culturas, que ajudam o solo a se recuperar naturalmente, o uso de adubos verdes – ou naturais – e de coberturas vegetais para aumentar os nutrientes nos solos onde são plantadas as parreiras.

Quais são suas principais características?

Geralmente os vinhos orgânicos são mais densos e de coloração mais escura. Isso porque são preservadas as características naturais da uva nesse processo.

Para se escolher um bom vinho orgânico é preciso se atentar não somente às uvas utilizadas na preparação, mas principalmente na região de onde o rótulo vem – já que essa informação pode dizer muito sobre a bebida e seu produtor.

Por que optar por um vinho orgânico?

Os rótulos orgânicos têm como objetivo atestar a produção de bons vinhos, porém sempre com o objetivo de respeitar o meio ambiente, conscientizando seus consumidores e produtores a rever a maneira como nos relacionamos com a Terra.

Sendo assim, optar por esse tipo de vinho é, portanto, uma maneira de aderir a uma cultura de consumo mais sustentável no seu dia a dia, além de lhe possibilitar saborear sabores e aromas mais intensos e característicos.

Professor Milton