18
Jul

SUPERANDO OBSTÁCULOS PARA A AGROECOLOGIA!

Olá Pessoal!

Considero que a agroecologia como ciência, pode ter originado a partir do desenvolvido de pesquisas por cientistas que realizaram observações e análises ecológicas cuidadosas dos sistemas agrícolas tradicionais.

Assim, constatou-se que sistemas baseados na agroecologia não eram estáveis, pois sempre estavam ocorrendo mudanças e ajustando de acordo com a realidade e as características locais. Nesse contexto, os agricultores desenvolveram métodos e práticas altamente eficientes de gestão para melhorar as funções do agroecossistemas, buscando produzir alimentos de forma sustentável.

Com o avanço da pesquisa e prática na área da agroecologia, produziram-se resultados excelentes para muitos agricultores de pequenas e médias propriedades, que possibilitaram a transformação de sistemas de produção convencionais em agroecológicos. Além disso, movimentos camponeses para a soberania alimentar adotaram agroecologia como ciência norteadora de suas ações no processo de produção agropecuária.

No entanto, considero que apesar de seus benefícios, a agroecologia ainda é limitada a experiências locais e regionais, instituições não-governamentais e alguns programas de universidades, ou seja, ainda falta maior abrangência nacional e internacional que enalteça a importância e o potencial da agroecologia.

Analiso que a agroecologia pode oferecer menos oportunidades de alto retorno para as amplas empresas convencionais, principalmente aquelas que atuam com insumos agropecuários. Assim, grande parte dos recursos aportados são públicos, sendo destinados para pesquisas e extensão rural, por exemplo.

Sabe-se que a agroecologia é pouco visada pelas empresas públicas e privadas, apesar de seu desempenho superior sob as melhores condições de utilização de terras, melhorias dos aspectos sociais, econômicos e ambientais.

Além disso, ocorre um desfavorecimento sobre a agroecologia nos meios políticos nacionais e internacionais e uma ausência de agroecologia na mídia, sendo pouco divulgada a sua importância e os benefícios.

Todavia, para ampliar a adoção dos preceitos da agroecologia, precisamos buscar alternativas para minimizar a pressão realizada pela agricultura de larga escala. Como exemplo, estabelecer um amplo processo de união de cientistas preocupados em ampliar os investimentos públicos em agroecologia, visando incrementar a pesquisa agroecológica que pode promover a ampliação das práticas agrícolas produtivas e rentáveis, que minimizem impactos ambientais e à saúde humana e valorização de comunidades rurais tradicionais.

Estes caminhos podem ampliar investimentos públicos para gerar retornos para os agricultores e para a sociedade no futuro, reduzindo os obstáculos que dificultam o desenvolvimento da agroecologia.

 

Fonte:http://www.huffingtonpost.com/eric-holt-gimenez/overcoming-obstacles-to-a_b_5568901.html