17
Abr

Saiba Como a Calda Sulfocálcica Ajuda no Controle de Pragas e Doenças

Agrotóxicos para que? A calda sulfocálcica pode ajudar no controle de pragas e doenças de forma ecológica e sustentável

Certamente você já ouviu falar que o uso de agrotóxicos pode prejudicar a saúde do consumidor em médio e longo prazo, além de trazer malefícios aos agricultores e também a poluição de rios e afluentes devido à impregnação dos compostos químicos no solo e seu carreamento para os mananciais superficiais de água e a percolação para os lençóis subterrâneos.

A agroecologia tem trazido propostas que substituem os agrotóxicos por técnicas ecológicas e eficazes. Entre as alternativas disponíveis para o produtor orgânico, podemos citar a calda sulfocálcica, que além de ser um composto de fácil produção, combate diversos tipos de pragas e doenças que podem atingir a horta orgânica e muitos outros cultivos.

Como Usar a Calda Sulfocálcica?

A calda sulfocálcica pode ser utilizada na maioria dos cultivos e é vantajosa pelo baixo custo de produção e pela acessibilidade de seus ingredientes. Os produtores orgânicos também podem aproveitar alguns nutrientes da calda para tratar deficiências do solo. Mas a principal função é proteger os cultivos de várias doenças e de algumas pragas. Aproveite horários mais frescos do dia para pulverizar a plantação orgânica, atingindo a planta como um todo (desde a raiz até as suas folhas). Dessa forma o líquido não irá evaporar com tanta facilidade e a absorção será mais eficiente.

Como Fazer a Calda Sulfocálcica:

Agora, que você já conhece os benefícios deste potente defensivo natural, é hora de aprender como se faz. Vamos lá? Ahhhh…não estou fazendo propaganda das marcas de tinta!!!!RS.

Ingredientes e Materiais:

-2 kg Enxofre em Pó;

-1 kg Cal Virgem;

-10l Água;

-1 Areômetro de Baumé (°Bé);

-2 Latas Com Capacidade de 20l;

-1 Caneca 500 ml;

-1 Pá de Madeira;

-Peneira Fina;

-Coador de Pano;

-1 Bacia de Plástico.

Modo de Preparo:

Coloque em uma das latas a cal virgem e, aos poucos, adicione os 10l de água levemente aquecida. Leve ao fogo para ferver;

Ao adquirir fervura, adicione o enxofre e marque o nível do líquido na lata. Mexa por cerca de 1h e adicione mais água fervente conforme for evaporando para manter o líquido no nível assinalado;

Após 1h de fervura, a calda estará grossa e com uma tonalidade avermelhada. Espere esfriar e meça com o areômetro a densidade do líquido. O ideal é que esteja entre 28°Bé e 32°Bé;

Antes de guardar a calda, filtre-a com a peneira e com o coador, para eliminar resquícios sólidos e não prejudicar o equipamento de pulverização;

Armazene em recipientes fechados e vedados por até 60 dias e em locais escuros e livres de umidade.

Atenção!

Por se tratar de um composto de alta alcalinidade e alta corrosividade, é preciso que seja manuseado com cuidado e depositado apenas em locais adequados. Após utilizar o pulverizador, é importante que o mesmo seja bem higienizado para que não fiquem resquícios da calda sulfocálcica em seu interior.

Vale lembrar que os efeitos da calda sulfocálcica possuem maior resultado quando utilizados de forma preventiva, relacionado às doenças e pragas. O resultado são plantas mais saudáveis e livres de doenças.

Se você está disposto(a) a tentar um cultivo orgânico e livre de produtos químicos, vale a pena tentar cultivar uma horta com alimentos 100% orgânicos e utilizando métodos naturais e saudáveis de trato cultural.

Além de ter a certeza de que está consumindo produtos verdadeiramente nutritivos, você poderá contribuir com a não poluição do meio ambiente e com a preservação do estilo de vida sustentável, algo fundamental para o bem-estar da geração atual e das próximas gerações.

Agora que você já sabe como fazer a calda sulfocálcica, é hora de colocar as mãos na massa e correr atrás dos materiais necessários para proteger a sua horta orgânica.

Professor Milton