12
Nov

Ganhe saúde, dinheiro e sustentabilidade com horta orgânica

Usar o espaços ociosos da sua casa para produção de alimentos orgânicos pode ser uma excelente ideia. Além de ajudar o meio ambiente, melhorar a sua saúde por alimentar-se de produtos livres de resíduos de agrotóxicos, ainda maximiza a renda da sua família.

Uma dica para fazer seus próprios cultivos sem gastar muito com a produção são as hortas orgânicas. Comuns na agricultura familiar, a produção de alimentos orgânicos exige pouco do produtor (urbano ou rural), apenas um solo limpo, bem regado e alguns conhecimentos básicos para usar as técnicas adequadas.

Pés de alfaces, cebolinha, coentro, rúcula, entre outros, podem ser comercializados em feiras livres, na sua própria vizinhança e até mesmo em alguns mercados.

Como o próprio nome representa, nas hortas orgânicas não se utilizam insumos como agrotóxicos e adubos químicos, geralmente utilizados em cultivos baseados em monocultura, como em plantações de soja, algodão, café, hortaliças, fruteiras, entre outras.

Os alimentos produzidos em hortas orgânicas são ricos em vitaminas e minerais que são benéficos para a saúde humana, além de serem mais saborosos. Algumas hortaliças estão prontas para consumo familiar ou venda em aproximadamente 30 dias, como a alface e o rabanete, por exemplo.

 Separamos algumas sugestões de cultivo. Veja como pode ser o cultivo de cada uma:

Alface


Além de ser a principal componente da salada consumida pela população brasileira, seu cultivo é feito em todas as regiões do país. Um motivo pelo qual a alface é a queridinha dos brasileiros deve-se ao fato da rica qualidade nutricional que possui, de seu sabor delicioso e é claro o preço acessível.

A temperatura ideal para o cultivo da alface é entre 10°C e 24°C, embora exista cultivares que toleram outras temperaturas, principalmente mais elevadas. A alface necessita de boa luminosidade, preferencialmente com luz solar direta, mas é tolerante à sombra parcial. Inclusive essa técnica do sombreamento parcial é muito importante para a produção em locais e em épocas de elevadas temperaturas.

O solo precisa ser bem drenado, rico em matéria orgânica e fértil.  A irrigação com frequência é necessária para manter o solo úmido, mas sem que permaneça encharcada. A alface pode ser cultivada em vasos, jardineiras em outros arranjos onde há pequenos espaços disponíveis.

 Rúcula

 


A rúcula é uma planta anual cuja folha é consumida preferencialmente crua, mas pode ser cozida ou refogada, sendo utilizada em diversos tipos de receitas culinárias. Seu sabor picante e amargo é bastante apreciado. Esta hortaliça produz folhas ricas em vitaminas A e C e minerais, principalmente cálcio e ferro, por isso vem apresentando um aumento considerável de produção no país. As regiões que mais produzem são o Sul e Sudeste do Brasil.

Para a produção da rúcula, ela deve ser cultivada, preferencialmente, em canteiros. A colheita é feita de 30 a 35 dias após a semeadura, de uma vez só, arrancando-se manualmente as plantas inteiras (folhas e raízes). A rúcula prefere temperatura em torno de 16°C a 22°C. Em temperatura alta ou muito baixa, as plantas podem ser prejudicadas. O solo deve ser bem drenado, fértil, rico em materiais orgânicos. A irrigação deve ser frequente, tomando-se o cuidado para que o solo não fique excessivamente úmido.

Cebolinha

 
A cebolinha verde e a salsinha, chamadas também de temperos ou cheiro-verde, que são os condimentos mais apreciados por quase toda a população brasileira. Podem ser aproveitadas no uso medicinal e contém ferro e vitaminas diversas, além de estimularem o apetite, auxiliarem na digestão e ajudarem a combater doenças respiratórias.

O cultivo da cebolinha é mais indicado para regiões de temperaturas amenas, entre 8°C e 22°C. Para regiões com temperaturas mais altas, a época mais recomendada para o cultivo é entre fevereiro e julho. Mas em condições de sombreamento parcial, pode-se produzir o ano todo, mesmo em localidades que predominam altas temperaturas. Seu plantio é feito, preferencialmente, através dos perfilho das touceiras.

A adubação deve ser feita por ocasião do plantio definitivo, com compostos orgânicos, seguindo a recomendação baseada na análise do solo. A irrigação frequente, sem excesso, proporciona melhor desenvolvimento das plantas. Sua primeira colheita pode ser feita a partir de 30 dias após o transplantio.

 Couve


As couves são plantas da mesma espécie que o repolho, couve-flor e o brócolis. Essas hortaliças são produzidas para o consumo humano e também para a alimentação animal. As folhas da couve são normalmente consumidas cozidas ou refogadas, mas também podem ser consumidas cruas, dependendo do gosto de cada consumidor. São nutritivas e contêm glicosinolatos, que pode contribuir na prevenção do câncer.

A couve cresce melhor em clima ameno ou frio. Durante o período de calor, reduz seu crescimento e a qualidade das folhas. O solo deve reter bem a umidade, mas deve ser bem drenado, ser fértil, com boa disponibilidade de nitrogênio e rico em matéria orgânica. Deve ser mantido sempre úmido, mas sem que fique encharcado, pois isso poderá prejudicar as raízes e favorecer o surgimento de doenças.

Agora que você já conheceu algumas das principais hortaliças comercializadas, e também estão entre as que possuem a maior aceitação pelos consumidores, é hora de botar a mão na massa e começar a produção.

Professor Milton