18
Jun

Passo a passo para fazer compostagem doméstica

Além de reduzir o lixo que produzimos, a compostagem é uma excelente alternativa para adubação do solo.Então, que tal deixar sua casa mais ecológica, contribuir para a preservação do planeta aproveitando integralmente os alimentos e ainda produzir adubo orgânico da melhor qualidade?

Tudo isso é possível, através da vermicompostagem, que é um tipo de compostagem utilizando-se minhocas. Mas, afinal como é essa compostagem?

É um processo natural que transforma resíduos orgânicos (lixo) em adubo orgânico de ótima qualidade, que são o húmus de minhoca e o chorume orgânico ou biofertilizante líquido.

Para fazer compostagem em casa, você vai precisar de:

– 1 recipiente para coletar o lixo orgânico

Cascas de frutas e legumes, folhas e talos que sobram das refeições e que normalmente são descartadas.

– 1 composteira adequada para o tamanho da sua família

O tamanho varia conforme o número de pessoas da casa. Hoje já existem empresas especializadas para comercialização de composteira, mas é possível fazer a sua, você mesmo.

– Cerca de 30 minhocas vermelhas ou californiana

Estas se alimentam de material orgânico fresco e são ideais para a compostagem.

– Material vegetal seco.

Serragem grossa, folhas secas, grama seca ou palhas.  Atente-se ao fato de manter na composteira materiais e serragens livres de tintas ou qualquer material tóxico.

Agora que já possui todos os materiais necessários para fazer a compostagem doméstica, vamos ao passo a passo.

 1 – Cobrimos o fundo da primeira caixa (de cima) com uma camada de 5 a 7 cm de altura de terra com minhoca.

2 – Agora, colocamos apenas em um dos cantos o material orgânico e, logo em seguida o material seco e com o ancinho misturamos os materiais; feito isso, cobrimos totalmente com a serragem. Essa etapa é muito importante para o processo e também para que a composteira não atraia mosquitos e exale cheiro.

3- Geralmente esse processo de encher a primeira caixa com material orgânico ( lixo)  leva em torno de 30 dias. Assim que isso acontecer, deve-se fazer a troca da primeira caixa pela segunda (mudando as posições). Na segunda caixa vai apenas o húmus ou a terra(sem minhocas); aí só repetir o procedimento.

4- Os próximos 30 dias em que a segunda caixa vai sendo cheia, o material da primeira vai concluindo o processo e no final do período pode-se fazer a retirada do adubo (húmus) e a inversão novamente das caixas; e assim por diante.

5- Pela torneirinha da última caixa retira-se o adubo líquido (chorume) que deve ser diluído na água para fazer a rega das plantas. Use 1 porção de adubo para 10 porções de água. Já para retirar o húmus, a melhor maneira é colocar a composteira no sol, pois as minhocas não gostam de luz e mergulham no húmus. Com ajuda de uma pazinha vá raspando de leve e retirando o adubo. A ideia é coletar apenas o material, sem as minhocas.

Professor Milton

Leave a Reply