3
Jul

ALIMENTOS ORGÂNICOS SÃO MAIS NUTRITIVOS DO QUE OS NÃO-ORGÂNICOS

Diversas alterações de características dos alimentos são realizadas por meio de modificações genéticas, as quais podem alterar a qualidade nutricional, tornando-se diferente dos alimentos orgânicos.

Esse é resultado do maior estudo comparando produtos orgânicos com produtos não-orgânicos, por meio do qual analisaram-se mais de 200 trabalhos científicos, que examinaram a diferença entre produtos derivados de carne e leite orgânico e não-orgânico.

Os pesquisadores descobriram que a carne orgânica e os produtos lácteos tinham níveis mais altos de ácidos graxos ômega-3, em comparação com os não-orgânicos.

Ressalta-se que o corpo humano pode absorver a maioria das gorduras dos alimentos in natura, mas isso não é verdade com relação aos ácidos graxos ômega-3, que são gorduras essenciais para o nosso corpo, pois não pode produzi-los por si só, mas deve obtê-los a partir de alimentos.

O cérebro humano é em grande parte composto de ácidos graxos ômega-3. Assim, o alimento orgânico é, literalmente, para o cérebro. É claro que os alimentos orgânicos têm melhor qualidade nutricional do que alimentos não-orgânicos.

As pessoas escolhem leite e carne orgânica por três razões principais: por proporcionar bem-estar aos animais, pelos impactos positivos da agricultura orgânica no meio ambiente, e os benefícios à saúde.

Para analisar a diferença entre os dois produtos, examinaram 170 artigos sobre uma série de produtos animais, como queijo, manteiga e leite, bem como 67 artigos sobre várias carnes.

A equipe descobriu que as carnes orgânicas tinham em média 47% mais ácidos graxos ômega-3 do que as carnes não-orgânicas. E os produtos lácteos orgânicos tinham, em média, 56% mais ácidos graxos ômega-3 do que os produtos lácteos não orgânicos.

Qual é o responsável por essa diferença?

Os pesquisadores não procuraram uma causa específica, mas sugerem que os animais orgânicos são criados em ambiental mais natural e os alimentos que consomem podem influenciar na qualidade do produto final.

Diferenças no índice dos ácidos ocorrem primeiramente porque os animais criados sob manejo orgânico são alimentados com mais de uma dieta, por exemplo, as forrageiras e cana-de-açúcar, por exemplo.

Nesse estudo constatou-se que o leite orgânico teve 14% menos da exigência diária do iodo do ser humano adulto do que o leite não-orgânico. Aqueles que optam por consumir apenas produtos orgânicos integrais devem se certificar de que eles atendam às suas necessidades diárias de iodo.

Embora a análise incidisse sobre a abundância de ácidos graxos ômega-3, uma análise científica abrangente realizada separadamente descobriu que os alimentos orgânicos têm mais antioxidantes associados à melhor saúde do que os alimentos convencionais, bem como níveis mais baixos de metais tóxicos e pesticidas.

Nesse trabalho, analisaram-se 343 estudos revisados por especialistas de todo o mundo, e constatou-se que existe uma diferença estatisticamente significativa entre alimentos orgânicos e não-orgânicos, com 19 a 69% mais antioxidantes.

De acordo com a equipe responsável pelo estudo, o aumento dos níveis de antioxidantes estárelacionado com as porções de frutas e legumes recomendados para serem consumidos diariamente e, portanto, seria significativo em termos de nutrição humana, se as informações que ligam estes compostos aos benefícios de saúde associados com o aumento do consumo de frutas, vegetais e grãos integrais.

Mais uma vez, os pesquisadores propuseram que o conteúdo nutricional superior de alimentos orgânicos é graças à forma como ele é cultivado. As plantas já produzem compostos antioxidantes que combatem a infestação de pragas e doenças, e seus níveis de antioxidantes tendem a ser mais elevados nos alimentos oriundos de sistemas manejados seguindo-se princípios da produção orgânica.

Os resultados são claros. A diferença nutricional entre alimentos orgânicos e não-orgânicos não é uma ficção encontrada apenas na imaginação do novo movimento alimentar. A diferença é real e significativa!

Fontehttp://www.naturalnews.com/053416_GMO_food_organic_nutritional_comparison.html

Science.NaturalNews/NaturalNews.com/FastCoExist.com/HSPH.Harvard.edu/TheGuardian.com/HSPH.Harvard.edu/ScienceAlert.com.

Site: Natural News – The word’s top news source on natural health