15
Mai

Conheça as PANCs e descubra a importância destas plantas que, muitas vezes, não são valorizadas


Já percebeu como a nossa alimentação está cada vez mais restrita ao que encontramos no mercado? Mas, não precisa ser assim. Neste artigo vou explorar uma opção de alimentos que nossas avós e bisavós já consumiam: as plantas alimentícias não convencionais (PANCs).

Atualmente, tem-se resgatado esse grupo de plantas devido, não somente a seu alto valor nutritivo e culinário, como também à sua importância ecológica, ao exercer o papel de protetoras de outras espécies quando plantadas em hortas orgânicas de alta diversidade.

As PANCs são por vezes consideradas ervas daninhas, pois surgem de forma natural e podem até competir por nutrientes com as plantas já presentes nos canteiros. No entanto, poucas pessoas sabem diferenciar uma planta alimentícia das demais que não são utilizadas pra alimentação e acabam por capinar as PANCs deixando de aproveitar seus potenciais nutritivos e culinários.

Vale a pena identificar em sua horta quais as PANCs presentes para evitar eliminá-las já que as possuem funções importantes em seu cultivo e ao meio ambiente.

Benefícios de cultivar PANCs

As plantas alimentícias não convencionais equilibram o meio ambiente com a diversidade de espécies e incorporam ao cardápio do brasileiro alto valor nutricional, sem a necessidade de inserir produtos químicos, e ainda a importância cultural, uma vez que preserva e valoriza as espécies nativas de cada região.

Espécies de PANCs no Brasil

Atenção: nem toda planta espontânea é PANC, mas as principais encontradas no Brasil são: Aracá-boi, Caruru, Fruta-pão, Beldroega, Jambu, Ora-pro-nóbis, Major gomes, Jurubeba, Taioba, entre outras.

O manejo das PANCs é quase nulo, tornando sua produção ainda mais atrativa ao produtor orgânico e até mesmo ao produtor convencional.

Sendo assim, o consumo das PANCs no Brasil é também uma maneira de incentivo à produção orgânica de alimentos, pois respeita o meio ambiente e auxilia a regulagem do solo e do ecossistema como um todo.

Professor Miton